A pesquisa do olhar

Foi no último sábado, dia 21 de setembro. Chovia, estávamos no meio de um feriado. Mesmo assim, nos reunimos no Sesc Pompéia para ouvir a aprender com o Alexandre Sequeira. Um bate-papo calcado em causos que ele ía contando como poucos saber contar. Um texto que ilustrava suas imagens. Ale, apresentou dois trabalhos: o conhecido Nazaré de Mocajuba, um seu retrato da comunidade eo o delicado  Meu Mundo Teu, uma emocionante pesquisa a partir das imagens de dois adolescentes: Jefferson e Tayana. Muito mais do que narrar suas experiência, o que ele nos trouxe foi seu papel de facilitador e de educador do olhar. Alexandre Sequeira é de Belém e também participou do FotoAtiva do Miguel Chikaoka, foi lá que ele desenvolveu esta sua vontade de ensinar a ver e portanto, a aprender a ver. A sua pesquisa, na verdade, não está apenas na imagem, mas na história e no processo de construção de seu trabalho. Idéias que foram debatidas por mais de duas horas e no final uma vontade em todos de produzir mais. Só devemos que agradecer a este belo e afetivo encontro que nos alimentou  os olhos e durante algumas horas nos fez sonhar.

Anúncios

8 comentários em “A pesquisa do olhar

  1. Assisti o Alexandre no Paraty em Foco. Foi o único trabalho que me fez chorar. Justamente porque o processo de produção, descolado de ‘egotrips’, é sempre focado no outro, na possibilidade de dar voz às pessoas que ele fotografa e faz fotografar durante cada projeto. É na voz destes tantos outros que a gente encontra o Alexandre: sensível, generoso e íntegro. Que bom que o SESC o trouxe por aqui, coisa da Simone, né?

  2. Conheci o trabalho do Alexandre e foi empatia instantanea. Só o conheci pessoalmente no Paraty em Foco. Saí de lá com a certeza de que deveria trazê-lo a Sampa. Te chamar pra entrevistá-lo foi bonito por você ir contextualizando o trabalho dele, no sentido de aproximá-lo das narrativas, da literatura, da educação, enfins… adorei.
    E então: vamos trabalhar juntas novamente em 2010?

  3. Ser entrevistado por Simonetta no Sesc Pompéia em São Paulo foi, sem dúvida, um momento marcante de minha vivência profissional. O carinho da equipe do Sesc, as instigantes perguntas e colocações feitas por Simonetta e pelos profissionais da fotografia que nos assistiam naquele dia, fazem com que, até hoje eu ainda reflita MUITO sobre tudo o que conversamos naquelas 3 horas. Sou imensamente grato ao SESC Pompéia (em especial à Simone Wicca), à Simoneta Persichetti e a todos que lá estiveram, por suas considerações e colaborações ao meu trabalho. Com gratidão,
    Alexandre Sequeira.

  4. Que encontro com esse relato também tão pleno de afeto, Simonetta! Vou conferir o que puder da produção de Alexandre, não o conhecia até ler este teu texto… A imagem me toca muito. Acredito ter visto uma imagem dele no folder do FestFoto de Porto Alegre, que está acontecendo agora por aqui. Vou conferir a exposição!
    Lindo poder compartilhar tudo aquilo que o que faz não é senão espalhar sensibilidade no mundo. Gracias por compartir!!
    Beijo grande! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s