30 anos de Fotografia

convitecaixa30anos_curitibaweb1

Abre hoje, na Caixa Cultura de Curitiba, a exposição “30 Anos de Fotografia”, com a coleção fotográfica de Rosely Nakagawa. Uma imersão no mundo da fotografia. Esta exposição também sera mostrada em São Paulo, Brasilia e Salvador. Abaixo o texto que escrevi para o catálogo da exposição. Um programa imperdível.

“E, de repente, Rosely Nakagawa se deu conta que possuía uma coleção de fotografias. Imagens que foi guardando durante seus 30 anos como curadora e pesquisadora. A primeira foi presente de Mario Cravo Neto, uma foto em PB. Seguiram-se outras, muitas outras. Hoje são quase 200, e deste acervo, Rosely destacou as 40 que fazem parte desta exposição.
E, por meio destas imagens, dos mais variados fotógrafos, o que se destaca é o momento criador, o processo de elaboração de imagens profissionais: trabalhos de Thomaz Farkas, Cristiano Mascaro, Carlos Moreira, Luiz Braga, Lucia Guanaes, pessoas que passaram pelos olhos de Rosely e, juntos, escolheram, selecionaram, dividiram, compartilharam o fazer imagético.
E, de repente, Rosely Nakagawa se deu conta que sua coleção não era fruto de colecionismo nem de investimento, mas resultado de seus 30 anos como profissional, que começaram na Galeria Fotóptica, no final dos anos 1970, após ter estudado fotografia na Enfoco com professores como Clode Kubrusly, Maureen Bissiliat, Pedro Martinelli e Cristiano Mascaro.
Talvez, mais do que uma coleção, o que Rosely nos mostra seja uma coletânea, onde ficam evidentes os interesses e os gêneros de época. Um índice que nos permite ver, mesmo que não de forma cronológica, e muito menos didática, a transformação da estética fotográfica, um passeio pelos mais variados estilos.
Um panorama da história da fotografia brasileira, muito mais ligado à afeição, ao emocional, do que a um discurso intelectualizado. Muito mais à história de Rosely Nakagawa, que, como curadora, sempre se preocupou em ficar na retaguarda, nos bastidores. Ou seja, ela inicia com o projeto do próprio fotógrafo e acompanha o amadurecimento de um projeto. Nestes anos, várias foram as conversas com estes profissionais. Muitas absolutamente informais, um pretexto para acompanhar o processo de desenvolvimento de uma ideia. É assim que ela entende esta relação entre artista e curador: uma forma de diálogo, de reflexão sobre as mais variadas visões de mundo. Como uma tradutora que intermedeia a relação do autor com o seu público.
Portanto, nada mais natural que agora ela tenha decidido estruturar este material para que, mais uma vez, neste momento de transformação tecnológica, da discussão do papel da fotografia no meio das artes e de sua entrada cada vez mais incisiva num mercado que começa a crescer no Brasil, ela nos proponha uma nova reflexão. Olhar nossa produção passada para que, com maior embasamento, possamos avaliar a produção recente”.

Anúncios

4 comentários em “30 anos de Fotografia

  1. Olá Simonetta, antes de mais nada, gostaria de agradecer por nos proporcionar este belo espaço de discussão e informação sobre fotografia.
    Parabéns também pela palestra no espaço cultural da Caixa
    em Curitiba e como não tive tempo de te fazer esta pergunta
    durante o bate papo, trago à tona agora para o seu blog ;

    Existem hoje no mercado, cameras digitais profissionais que
    também fazem vídeos de alta resolução, sugerindo uma tendência para o futuro, onde os fotógrafos seriam meros operadores destes equipamentos, fariam uma captação de uma imagem em movimento, que posteriormente seria editada e fatiada em frames – fotografias.
    Já temos hoje, uma situação, onde muitos fotógrafos disparam frenéticamente suas cameras digitais em longas sequências, sem pensar ou ver o que estão fotografando.

    Você concorda com este pensamento e com esta suposta tendência??

    Beijo,

    Joel

  2. Simoneta
    Eu e o fotógrafo Luiz Humberto desenvolvemos em Brasilia nos anos 70 o projeto Conversas sobre fotografia (Aliança Francesa)que durou tres anos em um tempo que falávamos com medo de ser ouvidos. Mas mandamos o nosso recado que proporcionou o nascimento de muitas ações para que a fotografia brasileira tivesse a dimensão que tem.
    Meu amigo passa por problemas de saúde que dificultam sua locomoção e eu gravo hoje na TV Câmara SP o programa Fotografia e Arte que irá ao ar em breve.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s