Refletores!

 

robert_clark_ua175

créditos: Robert Clark

Finalmente irá ao ar hoje a entrevista feita com os fotógrafos Robert Clark e Greg Gibson para o Roda Viva.Na bancada dos entrevistadores, eu, o Hélio Campos Mello, fotógrafo e diretor da revista Brasileiros, o Cristiano Mascaro e o Todd Benson, correspondente da agência Reuters

U.S. CAMPAIGN CLINTON LABARRE

créditos: Greg Gibson

O programa foi gravado no ano passado. Hoje à noite às 22.10, na Tv Cultura.

 

Anúncios

18 comentários em “Refletores!

  1. Peguei o final da matéria, gostei do que o Robert disse “Gosto de fotografar pessoas que nunca foram fotografadas, pelo simples fato de não acontecer aquele velho papo de “Ah eu não gostei dessa ou disso ou daquilo” Pelo pouco que vi deve ter sido ótimo. Acompanhei pelo blog da NG o WorkShop realizado pelo Perterle e Gibson, as fotos dos alunos ficaram ótimas. Retorno e alegria para ambos…

    Beijos Simo

  2. Oi Simonetta,

    Assisti a entrevista por sorte! Estava “zapeando” à procura de algo para assistir e parei na Cultura por acaso (Só li seu post hoje…).
    Parabéns mais uma vez pela participação e perguntas pertinentes.
    Embora ache sempre útil e enriquecedor assistir programas como o de ontem, concordo com a Myriam a respeito dos comentários mais lúcidos do Robert. Discordo de alguns pontos de vista do Greg… Mas assim é a vida. Viva a diversidade!

    Beijos.

  3. Foi muito bacana o roda viva com essas feras.meu o cara que cobria guerra e começa fotografar casamento é bem radical, o importante que lá fora se paga muito bem para fazer casamento e ao mesmo tempo a vida de fotojornalista é muito extressante e fica muito tempo longe da família.que é legal o Greg Gibson vai se dedicar a família e as fotos de casamento.o importante disso tudo ele não deixou de fazer o que gosta que é fotografar. valeu Simonetta

  4. Acionei meio mundo por aqui e enviaram até perguntas. Não foram mal nas respostas.
    Sem plumas, foram lá e deram a cara pra bater. É claro que um deles não pode entrar em detalhes políticos/militares na questão da derrubada da torres, afinal, não iria colocar empada na azeitona dos árabes – tem uma charge que saiu ontem no blog do Ricardo Noblat que ilustra bem, boa parte da história -, mas no item exclusivamente fotografia, deixaram muitas coisas sob boa luz.

    Achei legal quando o fotógrafo de ventos sociais questiona o lance do envio das fotos enquanto Clinton falava: “…e se rola alguma coisa na hora que estávamos transmitindo?”

    Gostei muito da pergunta de Cristiano Mascaro. Acho que ficou claro para muitos que há uma diferença entre o click sufoco e o click arte.

    No mais, um é estivador que adora carregar tralha em busca do momento decisivo pelo planeta; e o outro resolveu ganhar uma baba de $15000 por evento – o que deve ter envergonhado alguns tupiniquins acostumados a prostituir mercado -, fazendo eventos sociais de forma criativa. Resumindo: não foi um desastre. Espero que o Roda Viva leve novamente Sebastião Salgado e Oliviero Toscani. Só que desta vez, os dois juntos. Com certeza seria uma grande aula.

  5. Olá Simonetta!
    Assisti ontem ao progama, adorei a participação de todos, rolou a maior química entre vcs. A novidade de tudo isso é que o Greg Gibson, por conta das viagens ao Pantanal, ele retornou em novembro pela segunda vez, voltou a fotografia documental outra vez. Os prêmios Pulitzer dele são merecidos, o trabalho que ele realizou nessas jornadas pantaneiras foi surpreendente, ele mandou muito bem. Parece que o Brasil tem uma mágica que faz as pessoas terem uma nova perspectiva para suas vidas. O trabalho que ele fez pode ser conferido nesse link: http://viajeaqui.abril.com.br/ng/blog/119638_comentarios.shtml?8166701
    Bjs.

  6. Dois dias depois de ter ido ao ar… com um pouco de atraso, porém mais de desejo de poder ver esta entrevista. Chegou a mim quase como um mistério! Pois espero encontrá-la on line… o roda viva é sempre bom… mas este, para mim, foi um imperdível-já-perdido-em-possível-retorno, rss.
    Mas foi através do encontro com um material de divulgação do festival de parati, feito em 3D, que eu, ao te ver falando em inglês, achei certas coisas no teu discurso que me lembraram as aulas em londrina… e resolvi dar oi, e perguntar-lhe, para além do interesse fotográfico (que é ótimo, aliás)… como tu estás?

    (Beatriz/ruínas/RS)

  7. Adorei a pergunta: voces sabiam do que estava acontecendo naquela hora do dia 11/09? E, acho que foi o Greg, que ficou meio sem saber o que responder e disse: achei que eram os russos…..hahaha!
    Que coisa, mas como foi dito acima, viva a diversidade! Ou sei lá, pois registrar algo tão forte realmente sem saber o que rolava é um tanto impressionante, mas por outro lado fica-se registrado uma imagem difícil de se esquecer!
    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s