Coincidências…..

Capa da Folha de São Paulo de sábado, 22 de novembro, foto Apu Gomes.

apugomes3

 

Capa da Estadão, sábado, 22 de novembro, foto Werther Santana

werthersantan

Anúncios

5 comentários em “Coincidências…..

  1. Geralmente quando acontece algum fato interessante, as vezes terrível e tem dois, três, quatro fotógrafos, tem sempre aparece o primeiro – lógico – fotógrafo que saca o
    lance, percebe que a composição é boa, conta tudo num click só e se manda para a redação, ou, transmite a foto.

    Só tem um detalhe: existem alguns fotógrafos, não são todos, e isto é minoria, acredito, que percebe que o primeiro fotógrafo fez a foto do melhor angulo, mas como ele anda com um frasco de peróba no bolso, ele usa uma “zunzinha” e tenta modificar um pouco para não ficar muito parecido com a foto do primeiro fotógrafo. Já tive um sacana mediocre na minha cola numa situação que uma índia raspava arroz cru no asfalto quente, o cara viu e fez o mesmo. Fulminei-o com um olhar…

    Acho uma falta de “simancol” muito grande, tentar construir algo que faz foi construído. Pô, meu, pega outro angulo, busca outra cacada, agarra outra luz, fraciona o universo onde o fato em pauta está rolando e leva algo diferente. Vai fundo na originalidade.

    Bem, pode ser que os dois sejam muitos bons e um fez o que outro viu sem saber; depois que o primeiro se mandou do lugar. Se foi assim, parabéns para os dois. Mas de vez em quando rola umas xerox, sim. “Colagem…”

  2. A realidade não é exclusividade de um ou outro fotógrafo. É claro que a graça é justamente achar um ângulo diferente sobre cada assunto, e que esse tipo de “coincidências”, depois de publicadas, só empobrecem o fotojornalismo. Mas também não se pode proibir alguém de fotografar o que quiser…

  3. a menina no alto me parece estar na mesma posição. acredito que a foto foi tirada no mesmo momento.
    essa foto, aliás, lembra muito, mas não com o mesmo drama, daquela do fotógrafo brasileiro que ganhou o word press há 3 anos (não me recordo do nome do fotógrafo, nem tenho certeza do ano).
    “acontece”…

  4. O sinistro poderia ser fotografado de várias maneiras. Portanto, repito: ou é preguiça misturada com incompetência ou é coisa sem querer, do acaso.
    Me nego fotografar algo que vi um colega fazer. Não faço.
    Não é ético e não me engrandeceria; não aprenderia “copiando” in loco, um fato sagradamente já registrado. Não me daria tesão, sacou?
    Em tempo: quando Kelvin Carter andou com João Silva lá pela Africa, Kevin disse a João que havia feito uma boa foto. João se arrepiou, pois sabia que Kelvin, apesar de enfrentar problemas pessoais, estava acostumado a tirar leite de pedra – como fazem os mestres Luiz Humberto, Orlando Brito e Duzek acostumados a fotografar a mundana Brasília sempre de uma forma diferente, não convencional, sem cópias. João não ficou na cola de Kelvin e vice versa. E olha que havia uma disputa que os engrandecia….Mas havia respeito e amor entre os quatro que depois virou cinco, que deposi virou só dois, e por aí vai. Acho que me fiz entender.
    Lucineia fez uma observação legal. Exatamente! Um sinistro similar ao das duas fotos acima. Bela foto, a premiada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s