Marilyn e Madonna

2_4_imagem_monroe.jpgmadonna-erotica-fever.jpgFiquei pensando sobre as imagens da Marilyn Monroe expostas no MAM do Rio e feitas pelo fotógrafo Bert Stern um pouco antes de sua morte (da Marilyn). Ver matéria hoje no Caderno2  do Estado de S. Paulo. Aliás fiquei pensando em todas as imagens dela de um modo geral. E aí fiz um paralelo com a Madonna. Pensei na fotografia, na imagem e na mídia. Marilyn foi totalmente usada (em todos os sentidos) pela mídia que fez dela o que quis: criou seu nome, a colocou onde queria, a tirou do centro das atenções, a mitificou e desmistificou) até ela chegar ao sucídio. Madonna, acho que é a vingança ou o lado B da Marilyn já que faz completamente o contrário. É ela que usa a mídia e faz o que quer, cria o personagem que quer e mantem vivo pelo tempo que lhe interessa.  Isso acaba refletindo nas fotografias, nos retratos. No olhar e na intencionalidade do fotógrafo e da fotografada. Marilyn submissa frente às câmaras, Madonna se impõe. Marilyn dá à foto o que as pessoas querem ver, Madonna imprime às fotos a sua vontade. O que a foto diz ou querdizer está na própria imagem. Dois ícones, dois simbolos, ambas frutos da mídia e do mercado de consumo. Atitudes completamente diferentes frente a uma imagem.

foto da Marilyn: Fábio Motta da agência Estado.

Anúncios

2 comentários em “Marilyn e Madonna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s